Est. June 12th 2009 / Desde 12 de Junho de 2009

A daily stopover, where Time is written. A blog of Todo o Tempo do Mundo © / All a World on Time © universe. Apeadeiro onde o Tempo se escreve, diariamente. Um blog do universo Todo o Tempo do Mundo © All a World on Time ©)

domingo, 23 de agosto de 2009

Protótipos de relógios Ferrari concebidos por Pedro Palma

A manufactura Girard-Perregaux fez durante vários anos os relógios com o símbolo da Ferrari. Não admira - o dono da GP é um italiano muito ligado ao desporto automóvel, Luigi Macaluso.

Mas o contrato acabou e foi uma manufactura italiana, a Panerai, a conseguir um acordo com a scuderia de Maranello para lhe fazer os relógios durante os próximos tempos. Também não admira - Angelo Bonati, CEO da Panerai, é igualmente italiano.


Há um português, como muitos outros, que gosta da Ferrari, do seu muito especial mundo, e também de relógios. Quando viu alguma indefinição nas últimas "colheitas" de relógios GP para a Ferrari, meteu mãos à obra e desenhou alguns protótipos de cronógrafos que, segundo ele, exprimem muito bem a atmosfera rubra do construtor transalpino. Chegou a ter conversações com a Ferrari, que não levaram a nada.

O autor destes protótipos de design relojoeiro é Pedro Palma, um dos mais conhecidos e premiados ilustradores e cartoonistas portugueses. Com uma actividade multifacetada, que tem passado também pelo jornalismo escrito, pela fotografia e pela pintura, Pedro Palma continua a achar que os "seus" relógios são mais ferratisti que os actuais Ferrari "construídos pela Panerai".

À atenção de Ângelo Bonati, pois...

Há 31 anos que Pedro Palma se iniciou na banda desenhada e ilustração infantil. A sua vasta carreira na ilustração passa pelo Tempo e Diário de Notícias, antes de se fixar em 1984 em Paris, onde assume a função de Director Artístico adjunto da revista JeuneAfrique, para a qual ainda hoje colabora. Nesse período, publica também na secção literária do Le Fígaro Magazine.

Regressado a Portugal, inicia em 1985 a sua actividade como cartoonista editorial no semanário Expresso, colaboração que se manteve até 1992 ao mesmo tempo que retoma a colaboração no Diário de Notícias. Ainda nesse ano desempenha funções de Director Artístico da revista Grande Reportagem.
Em 1988, lança uma colecção internacional de caricaturas intitulada Faces of the World, que é distribuída internacionalmente. Em Portugal os seus trabalhos são distribuídos pela agência noticiosa LUSA e publicados na maior parte dos jornais de âmbito nacional.

Dois anos mais tarde, assina como membro da Cartoonists & Writers Syndicate, de Nova Iorque, passando a ser publicado em mais de 250 jornais e revistas de 40 países de todo o mundo, incluindo Portugal.

Em 1992 inicia uma longa colaboração com a revista Exame, integrando a equipa fundadora. Ainda nesse ano estreia-se nas páginas do Jornal de Notícias, com cartoon editorial e caricatura. E em 1993 passa a publicar também na revista Valor, colaboração que mantém até 1997, ano em que os seus trabalhos passam a ser publicados semanalmente no Jornal de Negócios.

Em 2001, volta a publicar no Diário de Notícias, 15 anos depois de ter interrompido a colaboração com esse diário. Publica entre Setembro e Dezembro "As Histórias do Cão Amarelo" (sobre a introdução do euro). Em Agosto desse ano, uma caricatura de Jorge Amado (publicada na primeira página) valeu-lhe uma menção honrosa pelo júri do EUROPEAN NEWSPAPER AWARD que elegeu o Diário de Notícias como o jornal nacional com melhor design.
Além de cartoonista e ilustrador, Pedro Palma é fotógrafo e reporter, tendo, por exemplo, sido em 2003 enviado especial do Diário de Notícias para cobertura da Guerra do Iraque na fronteira turco-iraquiana.

Em 2005 publica o seu "derradeiro" álbum DIREITOS DO HOMEM - EM CARTOONS E CARICATURAS, colocando termo à sua carreira de cartoonista. O livro foi lançado em Cascais e editado pelo jornal Público, com o Alto Patrocínio da Amnistia Internacional e com prefácio do então Presidente da República, Jorge Sampaio.

Em 2006 inaugura no centro de Cascais uma galeria de arte (restrita ao público em geral) com trabalhos de pintura e fotografia da sua autoria. Pedro Palma concilia as suas actividades de jornalista, designer de comunicação, pintura e fotografia.

Dos vários prémios que lhe foram atribúídos, destacam-se, em 1988, o Prémio Salão Nacional de Caricatura - Expresso (ex-aequo com António); em 1991 o Prémio Gazeta de Jornalismo, Clube de Jornalistas; em 1996 o Prémio Nacional de Cartoon de Imprensa X Salão Nacional de Caricatura.
"Sou free lancer em tudo na vida. Independência é um valor que não negoceio!", afirma.

Para saber mais sobre o universo de Pedro Palma: www.pedropalma.net/index.htm

Sem comentários: