Est. June 12th 2009 / Desde 12 de Junho de 2009

A daily stopover, where Time is written. A blog of Todo o Tempo do Mundo © / All a World on Time © universe. Apeadeiro onde o Tempo se escreve, diariamente. Um blog do universo Todo o Tempo do Mundo © All a World on Time ©)

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Janela para o passado - há 60 anos, cigarros Export, 1959

Os relógios IWC no Relógios & Canetas online


Este e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.

Há 60 anos - 1959, solda de ouro


Espólio Francisco Sobral Frade, Beja (arquivo Fernando Correia de Oliveira)

Meditações - manhã perfeita

Manhã perfeita
que nenhuma dor prolonga
para além da suspeita
de chorarem avenas
nas fontes sequiosas...

Manhã em que tudo é superfície, apenas,
superfície longa
nas pedras e nas rosas...

(Manhã em que cismo:
dêem-me um abismo!)

José Gomes Ferreira

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Janela para o passado - Há 60 anos, BP Super, 1959

Os relógios Zenith no Relógios & Canetas online


Este e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.



Há 60 anos - 1959, Telemar, importador de relojoaria, Telmar, Jaglex, Valdi


Espólio Francisco Sobral Frade, Beja (arquivo Fernando Correia de Oliveira)

Viagem ao tempo da mansarda ou um déjà vu com um quadro de Eduardo Malta


Foi no Folio 2019. Intensa sensação de déjà vu, este fim-de-semana, ao subir as escadas do Museu Municipal de Óbidos e depararmo-nos com este quadro de Eduardo Malta.

Durante 28 anos, de 1954 a 1982, fomos, tal como um outro Fernando, "o da mansarda". Vivemos então no último piso do nº 3 da Rua Serpa Pinto, ao Chiado, um 5º andar com sotão de grande pé direito e pequenas janelas para o Tejo, de onde vislumbravamos cacilheiros e cardumes de golfinhos. E onde, na adolescência, ali criámos uma espécie de boite...

Na porta em frente, o Ginásio Clube Português onde, a partir dos 4 anos, entrávamos já equipados, vindos de casa, para as aulas dos lendários professores Santos Vieira e Ângelo Caruso.

No quarto andar, eram nossos vizinhos uma família de timorenses, mãe e quatro irmãos - Júlio, Raul, Virgínia e Eugénia. Esta última, escultural, era bailarina no São Carlos, no tempo do Francis; à noite, actuava no Verde Gaio, ao lado da Cervejaria Trindade, um projecto de António Ferro. E ainda tinha outro emprego - era modelo de Eduardo Malta, que vivia na vizinha Vítor Cordon e tinha atelier no então Museu Nacional de Arte Contemporânea, na Serpa Pinto, de que foi o primeiro Director, até à sua morte, em 1967.

Infância passada pois entre corpos semi-nus, nos bastidores do São Carlos, nos camarins dos bailarinos, para onde a Eugénia nos levava todos os dias; ou no atelier de Eduardo Malta. Fomos desenhados por ele umas quantas vezes. A lápis, recordamos um pequeno esboço connosco num cavalinho de pau (onde parará?). E, claro, havia este quadro, de mulher sem nome, que ele não terá vendido (?). Com traços e cores que nunca mais deixaram de nos acompanhar.

A visão desta mulher desenhada por Eduardo Malta levou-nos instantaneamente ao mundo da Serpa Pinto, que os pais acabariam por vender, assustados com o incêndio do Chiado, em 1988.

Meditações - archote dos tempos

Arde, arde, archote dos tempos
que levo na mão
com chamas de voos de andorinha.

(Mas dá-lhe tu, coração,
a luz de todos, só minha)

José Gomes Ferreira

domingo, 13 de outubro de 2019

Janela para o passado - Fabricante de instrumentos musicais, final do século XIX

Os relógios Frederique Constant no Relógios & Canetas online


Este e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.



Há 60 anos - 1959, Telemar, importador de relojoaria


Espólio de Francisco Sobral Frade, Beja (arquivo Fernando Correia de Oliveira)

Meditações - a última eternidade

Extrai do todos-os-dias
O hoje de todo-o-sempre
Até ao fim do mundo
Quando o sol gelar
A última eternidade.
Embala amanhã nos braços dos outros
A criança esquecida
Que foi agora atropelada
Por mil automóveis
Em todas as ruas do mundo.

Procura nas lágrimas recentes
Os olhos de hão-de chorá-las
Daqui a dez mil anos.

E se queres a glória
De ser ignorado
Pelo egoísmo do futuro
Ouve, poeta do desdém novo:
Canta os mortos das barricadas
E a volúpia das dores do tempo.

(Mas pede às rosas
que continuem a repetir-se
até o fim das pedras…

José Gomes Ferreira

sábado, 12 de outubro de 2019

Janela para o passado - há 90 anos - a saúde e alegria das crianças, 1929

Os relógios Fortis no Relógios & Canetas online


Este e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.



Há 60 anos - 1959, Telemar, importador de relojoaria, Telmar, Jaglex, Valdi


Espólio Francisco Sobral Frade, Beja (arquivo Fernando Correia de Oliveira)

Revista do dia - Watch & Clock Bulletin, Janeiro/Fevereiro 2019


(biblioteca horológica Fernando Correia de Oliveira)

Meditações - um dia decepado

Hoje acordei na dispersão cinzenta
dum dia decepado...
Com o corpo dividido,
as imagens sem olhos,
os gestos a fugirem-me dos dedos
- e a sombra esquecida no quarto ao lado.

Desatado de mim,
andei todo o dia assim
com os passos nas nuvens,
os pés na terra,
as mãos a estrangularem o nevoeiro,
e os olhos... Ah! os meus olhos onde estão?

(Só há momentos me encontrei por inteiro
num charco a evaporar-se do chão...)

José Gomes Ferreira

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Janela para o passado - há 90 anos - contra o mal estar próprio da mulher... 1929

Os relógios Hamilton no Relógios & Canetas online


Este e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.



Há 60 anos - 1959, Sanches & Ca. Lda., depósito de relógios, Amyria


Espólio Francisco Sobral Frade, Beja (arquivo Fernando Correia de Oliveira)

Revista do dia - chronométrophilia, verão de 2007


(biblioteca horológica Fernando Correia de Oliveira)

Meditações - morrer nesta tarde de Outono

Devia morrer-se de outra maneira.
Transformarmo-nos em fumo, por exemplo.
Ou em nuvens.
Quando nos sentíssemos cansados, fartos do mesmo sol
a fingir de novo todas as manhãs, convocaríamos
os amigos mais íntimos com um cartão de convite
para o ritual do Grande Desfazer: "Fulano de tal comunica
a V. Exa. que vai transformar-se em nuvem hoje
às 9 horas. Traje de passeio".
E então, solenemente, com passos de reter tempo, fatos
escuros, olhos de lua de cerimônia, viríamos todos assistir
a despedida.
Apertos de mãos quentes. Ternura de calafrio.
"Adeus! Adeus!"
E, pouco a pouco, devagarinho, sem sofrimento,
numa lassidão de arrancar raízes...
(primeiro, os olhos... em seguida, os lábios... depois os cabelos... )
a carne, em vez de apodrecer, começaria a transfigurar-se
em fumo... tão leve... tão sutil... tão pòlen...
como aquela nuvem além (vêem?) — nesta tarde de outono
ainda tocada por um vento de lábios azuis...

José Gomes Ferreira

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Janela para o passado - há 90 anos - serralharia civil. 1929

Chegado ao mercado - Longines Heritage Classique


Longines Heritage Classique. Calibre automático, com 64 horas de autonomia. caixa de 38,5 mm, de aço.




revista do dia - catálogo leilão Veritas, 2013


(biblioteca horológica Fernando Correia de Oliveira)

As canetas Montblanc no Relógios & Canetas online


Este e outros milhares de modelos de relógios e canetas mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.

Há 60 anos - 1959, Sanches & Ca, Lda., depósito de relógios, Amyria


Espólio Francisco Sobral Frade, Beja (arquivo Fernando Correia de Oliveira)

Meditações - calendário da aldeia

O trabalho é alegre e dá alegria. Quando cai a tarde, vem a fresca; e sobre a ramagem das árvores, onde a passarada começa a cantar – no céu esverdeado, lá baixo, os poentes parecem de fogo... Depois, à noite, não falemos! Tudo aquilo anima-se de conversas e danças, de descantes e de namoricos, à luz de um luar de prata. Ouve-se a viola até se pegar no sono, estirados em cima das «parvas»; e de manhã, ao acordar, o céu parece lavado... – Que diferença daquela vida, esta vida!

Mondando ou semeando; nas aradas ou nas sachas; nas ceifas, nas vindimas, nas apanhas; nos lagares de azeite no tempo do frio, ou nos do vinho no tempo da calma – se haveria vida melhor do que essa! Não, não havia; com certeza que não havia! E prò não chega, as festas do ano nos seus dias certos; as feiras e os mercados; os bailes se alguém casava; os serões pelo Inverno fora – e aos domingos à tarde, no adro, o jogo da barra mailo do fito, enquanto em cima, no campanário, repicavam a algum baptizado...

E como se tudo isso fora ainda pouco, lá vinham as matanças no tempo devido; as descascas, as debulhas, as debagas e as carmeadas; as janeiras à porta do ano, e os Santos-Reis logo ao pé; os «compadres» e as «comadres»; o Entrudo com a festa do galo; a Quaresma com as suas devoções, e para os rapazes com o jogo do pião; pelo S. João as grandes fogueiras; os magustos em Todos-os-Santos; no Natal as consoadas; – e uma vez por outra, ao ar livre no campo das trilhas, esses «autos» que têm tanta fama! Fora o mais! fora o mais!

Trindade Coelho, Os Meus Amores

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Janela para o passado - há 90 anos - tinturaria Portugalia, 1929

revista do dia - catálogo leilão Veritas, 2012


(biblioteca horológica Fernando Correia de Oliveira)

Os relógios Favre-Leuba no Relógios & Canetas online


Este e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.

Há 60 anos - 1959, Relojoaria Moreira, Lda., armazém de acessórios para relojoeiros, Mauthe


Espólio de Francisco Sobral Frade, Beja (arquivo Fernando Correia de Oliveira)

Chegado(s) ao mercado - Seiko Prospex LX Violet Gold e Platinum


Seiko Prospex LX Line. Edições especiais, limitadas a 200 exemplares cada versão. Calibre automático com oscilador de qusrtzo (tecnologia Spring), com 72 horas de autonomia. Indicação de data e de reserva de corda. Paragem do ponteiro dos segundos, para acerto fino. Caixa de 44,8 mm, de aço, Estanque até 300 metros. Luneta unidireccional, com Cermet (uma cerâmica especial), nas versões Violet Gold e Platinum. Bracelete de  aço, com fecho de segurança e extensor. Disponíveis a partir de Novembro.