Est. June 12th 2009 / Desde 12 de Junho de 2009

A daily stopover, where Time is written. A blog of Todo o Tempo do Mundo © / All a World on Time © universe. Apeadeiro onde o Tempo se escreve, diariamente. Um blog do universo Todo o Tempo do Mundo © All a World on Time ©)

domingo, 30 de abril de 2017

Relógios - Portugal à frente da Rússia e da Índia


Portugal à frente da Rússia e da Índia

E se lhe dissermos que Portugal gasta mais do que a Rússia, o Koweit, a Suécia, Turquia, Índia, Bélgica, Israel ou Malásia em relógios suíços? Com uma população a rondar os 10 milhões de habitantes e um dos Produtos per capita mais baixos da Europa, Portugal é mesmo um case study…

O país foi, em Março, o 20º destino das exportações relojoeiras helvéticas, aumentando 23,9 por cento o valor gasto, comparado com Março de 2016. No acumulado do trimestre, importou mais 10,7 por cento, para ser o 22º mercado.

Vários observadores do sector falam do fenómeno dos mercados paralelos (para onde são desviados as peças mais caras e procuradas) para explicar tal situação. Mas… perguntamos nós – quais mercados paralelos? É que os antigos mercados sedentos de modelos de produção limitada e rateada por países estão em quebra (acentuada) há muito e já não procuram com tanto afã esses relógios, pois ainda têm os que lhes couberam a fazer pó nas prateleiras.

Se, como é a sensação generalizada, os portugueses já não compram tantos relógios acima de mil euros como compraram… se os angolanos já não o fazem… se… se… Só se for a comunidade brasileira, hoje já mais residente do que turista, que deixou de comprar em Miami e passou a gastar milhares de euros num relógio em Lisboa ou no Porto.

A outra explicação – e é um mundo ainda pouco estudado – é o desvio, por parte dos importadores portugueses, dessas peças caras para a venda online, em sites não apenas portugueses, mas internacionais e globais. A preços que fazem guerra declarada aos pontos de venda estabelecidos e que não olharão com bons olhos para o fenómenos.

De qualquer modo, as exportações relojoeiras suíças conheceram pela primeira vez em Março um crescimento, após 20 meses consecutivos em quebra. Aumentaram no mês passado 7,5 por cento em valor, face a período homólogo de 2016.

No acumulado do trimestre, as exportações relojoeiras helvéticas experimentam uma quebra de 3 por cento em valor, mas com a queda acentuada de Hong Kong (primeiro mercado) a estancar (menos 0,1 por cento) e com o mercado chinês (terceiro), a mostrar franca recuperação (mais 16,5 por cento). O segundo mercado, o norte-americano, acumula uma quebra de 4,3 por cento no primeiro trimestre.

Já está disponível, aqui, aqui ou aqui a edição de Maio do Relógios & Canetas Online, a maior plataforma em língua portuguesa do seu género.São 166 páginas dedicadas aos relógios, jóias, instrumentos de escrita e outros objectos de luxo.

Relógios TAG Heuer iniciam amanhã primeira venda online da operação #MondayMonday


#MondayMonday. É este o nome dado à nova operação montada peça TAG Heuer no seu site de compras online. A ideia? Colocar à venda uma série limitada de objectos ou de experiências, a cada primeira segunda-feira de cada mês.

Anunciado no fim-de-semana anterior, o artigo colocado à venda será vendido a preço fixo, numa base de "first come first served". Todo o lucro de cada venda será destinado a uma determinada organização de solidariedade social.

A primeira destas vendas online ocorrerá manhã, 1 de Maio. Trata-se de 50 exemplares do livro "Autavia; Story of an Icon", autografados por Patrick Dempsey, Jack Heuer e Jean-Claude Biver, ao preço de 50 CHF cada.

Se está interessado, vã a tagheuer.com, a partir das 04pm CEST (15h00 em Lisboa). O produto da venda reverterá para a Make-A-Wish Foundation suíça, que realiza os sonhos de crianças e jovens entre os 3 e os 18 anos com situações clínicas graves.



Meditações - When day's bright lord ascends our hemisphere...

Dim as the borrowed beams of moon and stars
To lonely, weary, wandering travellers
Is reason to the soul; and as on high
Those rolling fires discover but the sky
Not light us here, so reason's glimmering ray
Was lent, not to assure our doubtful way,
But guide us upward to a better day:
And as those nightly tapers disappear
When day's bright lord ascends our hemisphere,
So pale grows reason at religion's sight,
So dies, and so dissolves in supernatural light.

John Dryden

sábado, 29 de abril de 2017

Tempo de Escola Primária


Todos ex-alunos da Escola Primária Nossa Senhora da Conceição, da Paróquia dos Mártires, Chiado, Lisboa. Vítor Pontes, José António Raposo, Hernâni Miguel, Fernando Correia de Oliveira e António Oliveira. Depois de uma tarde bem passada no Tabernáculo, ao Conde Barão.

Pilares do tempo - DCCLXXXV - Porto de Mós


(contribuição de Luís Pinheiro de Almeida)

Carro-relógio, 1992


(arquivo Fernando Correia de Oliveira)

Janela para o passado - Woolmark, 1973

Memorabilia - ementa, Salão Internacional de Alta Relojoaria 2017, Genebra



Relógios Breitling vendidos ao fundo CVC Capital Partners


A Breitling, uma das últimas grandes marcas suíças independentes no sector da Relojoaria acaba de ser vendida ao fundo de investimento CVC Capital Partners.

O comunicado:

CVC Capital Partners ("CVC") today announced that CVC Fund VI has agreed to acquire an 80% stake in Breitling SA ("Breitling"), a leading independent, family-owned manufacturer of Swiss luxury watches and an internationally renowned premium brand. The financial terms of the transaction were not disclosed.

As part of the transaction, Théodore Schneider will re-invest for a 20% shareholding in Breitling.

Founded in 1884, Breitling specialises in the development and manufacture of high-performance watches. The company looks back on a heritage of seminal innovations that have played a decisive role in the development of wrist chronographs.

Breitling employs approximately 900 people and is headquartered in Grenchen, Switzerland. The company operates two manufacturing facilities, one in Grenchen and one in La Chaux-de-Fonds. Breitling watches are sold worldwide in exclusive boutiques and via selected retailers.

"I am convinced CVC is the right partner to elevate Breitling to the next level," said Théodore Schneider, majority owner of Breitling SA. "CVC's expertise, track-record and international network will help unlock Breitling’s full potential."

Alexander Dibelius, Managing Partner and Head of Germany at CVC, commented: "Breitling has a proud heritage, high brand awareness, and enjoys an excellent reputation as one of the finest watchmakers in the world. We very much look forward to working with Théodore Schneider as we embark on Breitling's next chapter of growth."

"Using our network and expertise, CVC will work to make this global, iconic brand even more renowned and help shape the future of one of Switzerland's last independent watch manufacturers," added Daniel Pindur, Senior Managing Director at CVC. "Specifically, we see significant growth potential for Breitling in both existing and new geographies by driving the digitization of the marketing and distribution channels in the company, helping to enrich the product and customer experience."

Closing of the transaction is subject to approval by the relevant competition authorities and is expected for June 2017.

Relógios & Canetas online de Maio já disponível


Já está disponível, aqui, aqui ou aqui a edição de Maio do Relógios & Canetas Online, a maior plataforma em língua portuguesa do seu género.São 166 páginas dedicadas aos relógios, jóias, instrumentos de escrita e outros objectos de luxo.

Meditações - amor e eternidade

Mais longo que a eternidade
é o amor verdadeiro,
indiferente ao ponteiro
que assinala a sua idade!

João de Castro Nunes

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Relógios Roberto Cavalli by Franck Muller, nova marca no mercado


Roberto Cavalli by Franck Muller é uma nova marca de relógios distribuída pela Easy Time para Portugal e Angola. Os relógios "combinam a modernidade do designer italiano com a incontornável competência técnica da manufatura relojoeira suíça", refere um responsável do importador. O PVP varia entre os 650€ e os 1.100€.

Memorabilia - convite, marcador, ementa, jantar de gala relógios e canetas Montblanc, Genebra, 2017

Relógios Audemars Piguet, 1973


"A colecção de luxo mais admirada na Exposição Omega apresentada no Hotel Ritz" - publicidade de 1973 à Audemars Piguet, que se vendia então em exclusivo em Lisboa, nas Joalharia Áurea, Joalharia J, N. Cunha, Nascimento & Pinto e Relojoaria Maury. (arquivo Fernando Correia de Oliveira)

Janela para o passado - cabelos longos ou curtos... 1973

Meditações - Time shall throw a dart at thee...

Underneath this sable hearse
Lies the subject of all verse,—
Sidney’s sister, Pembroke’s mother.
Death! ere thou hast killed another
Fair, and learned, and good as she,
Time shall throw a dart at thee.

Benjamin Jonson, epitáfio

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Relógio Hublot Benfica lançado hoje em Lisboa


A Hublot reafirma a sua ligação ao mundo do futebol com a edição de um relógio Edição Especial Limitada Sport Lisboa e Benfica. Trata-se de um cronógrafo automático, 113 exemplares, tantos quantos os anos de idade da instituição portuguesa. Os relógios destinados ao mercado português são de venda exclusiva na rede Boutique dos Relógios Plus.

No lançamento estiveram presentes o CEO da Hublot, Ricardo Guadalupe; o Presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira; o treinador da equipa principal do clube, Rui Vitória; e alguns jogadores.

A águia Vitória transportou nas garras o exemplar número um do Hublot SLB até ao centro do relvado do Estádio da Luz, que depois Ricardo Guadalupe ofereceu a Luís Filipe Vieira.

Um portefólio do evento de hoje.






















Memorabilia - calendários lunares para 2017, relógios Audemars Piguet


Janela para o passado - soutiens Triumph, 1973

Pilares do tempo - DCCLXXXIV - Negrais, Sintra


(contribuição de Luís Pinheiro de Almeida)

Conjuntura - exportações relojoeiras suíças sobem em Março, após 20 meses ininterruptos de quebra


As exportações relojoeiras suíças conheceram pela primeira vez em Março um crescimento, após 20 meses consecutivos em quebra. Aumentaram no mês passado 7,5 por cento em valor, face a período homólogo de 2016.

Portugal, 20º mercado de destino de relógios suíços em Março, teve mesmo um aumento de 23,9 por cento face a Março de 2016, continuando a tendência de subida experimentada a contra-ciclo nos últimos tempos. No acumulado do trimestre, o país importou mais 10,7 por cento em valor de relógios suíços do que em idêntico período do ano passado, estando assim como 22º mercado, à frewnte de mercados como a Rússia.

No acumulado do trimestre, as exportações relojoeiras helvéticas experimentam uma quebra de 3 por cento em valor, mas com a queda acentuada de Hong Kong (primeiro mercado) a estancar (menos 0,1 por cento) e com o mercado chinês (terceiro), a mostrar franca recuperação (mais 16,5 por cento). O segundo mercado, o norte-americano, acumula uma quebra de 4,3 por cento no primeiro trimestre.

Meditações - amor perene

Dos relógios não depende
amar uma criatura:
o amor quando se acende
é para sempre que dura!

João de Castro Nunes