Est. June 12th 2009 / Desde 12 de Junho de 2009

A daily stopover, where Time is written. A blog of Todo o Tempo do Mundo © / All a World on Time © universe. Apeadeiro onde o Tempo se escreve, diariamente. Um blog do universo Todo o Tempo do Mundo © All a World on Time ©)

domingo, 12 de junho de 2016

anno septimo finitum est, octavum incipit!


O Estação Cronográfica perfaz hoje sete anos (dia 12 de Junho de 2009, precisamente às 18h52, era publicado o primeiro post). Ao fim de 23.450 posts e de perto de 2 milhões e 330 mil visitas, numa média hoje superior a 40 mil visitas mensais, reafirmamos a nossa independência editorial e o propósito de continuar a ser "a plataforma" em língua portuguesa no que respeita ao Tempo e aos seus medidores.

Por países, os dez primeiros, com o total de visitas

Portugal 793.530
Estados Unidos 353.243
Brasil 308.123
França 231.495
Noruega 136.982
Alemanha 76.898
Suíça 42.445
Rússia 38.794
Reino Unido 11.561
Espanha 10.312


No Facebook, o grupo Estação Cronográfica tem 2.899 membros


O Tempo mexe com tudo e todos, nada do que é Tempo nos é estranho. Ele passa pelos calhaus rolados, arredondando-os até os transformar em grãos de areia; ele assina a sua presença nos limos e outros organismos vivos que as marés vão depositando, ciclicamente, em camadas, nos rochedos da costa. Umas vezes somos mais rochas, a que o exterior se vai colando; outras, mais pedras rolantes, passamos antes pelo que nos é exterior e lá vamos deixando um pouco de nós. Há quem tenha mais de rocha encalhada, há quem seja mais seixo rolado. Mas, a tudo o que está imóvel ou a tudo o que se mexe, o Tempo trata por igual – tanto faz que seja ele a passar por nós ou nós a passarmos por ele.

Escrevemos este texto em nota inicial para o Dicionário de Relojoaria - o Universo do Tempo e dos seus Medidores (Âncora, 2007). Estação Cronográfica sente-se nuns dias mais calhau rolado, noutros mais rocha encalhada, nuns dias trata quase só da espuma dos dias, noutros atende mais à perenidade dos valores e do património. É do equilíbrio entre as duas realidades que procuramos achar a receita para um blog cada vez mais aberto à colaboração dos seus leitores.



A imagem usada para cabeça deste blog, bem como a inspiração para o título, têm origem na Estação Cronográfica da Academia do Exército, edifício que ainda hoje existe, ao antigo Paço da Rainha, o Palácio da Bemposta, em Lisboa, fazendo parte do complexo da escola portuguesa de Oficiais.




"tempus edax rerum", ou seja, "tempo devorador das coisas". Entretanto, octavum anno incipit est!

1 comentário:

XEO disse...

congratulations!