Est. June 12th 2009 / Desde 12 de Junho de 2009

A daily stopover, where Time is written. A blog of Todo o Tempo do Mundo © / All a World on Time © universe. Apeadeiro onde o Tempo se escreve, diariamente. Um blog do universo Todo o Tempo do Mundo © All a World on Time ©)

terça-feira, 31 de março de 2020

Joalheiros Golay Fils & Stahl, 1990, Genebra


(arquivo Fernando Correia de Oliveira)

Os relógios Junghans no Relógios & Canetas online


Estes e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.

Janela para o passado - 1948, Kodak

VO Vintage - segunda edição, de 5 a 7 de Setembro, em Vicenza, Itália


Depois de uma primeira edição em Janeiro de 2020, ainda antes dos efeitos da pandemia Covid-19, a feira de relógios e jóias em segunda mão, VO Vintage, no âmbito da Vicenzaoro, terá a siua segunda edição de 5 a 7 de Setembro. Um evento aberto ao público. O optimismo dos organizadores leva ao seu anúncio, agora, quando a Itália se debate ainda com o drama do novo coronavírus.



Relógios & Canetas online - edição de Abril já disponível


Este e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.

Meditações - o que é o envelhecimento

Ageing comes about through the gradual build-up of unrepaired faults in the cells and tissues of our bodies as we live our lives, not as a result of some active mechanism for death and destruction.

Tom Kirkwood

segunda-feira, 30 de março de 2020

Os relógios Jaquet Droz no Relógios & Canetas online


Estes e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.

Relógios Omega Constellation 1990 Bader Güblin Les Ambassadeurs Pastore-Nicolet Genebra


(arquivo Fernando Correia de Oliveira)

Janela para o passado - 1948, KLM

Meditações - limite de 120 anos

Then the lord said, ‘My spirit will not contend with humans forever, for they are mortal; their days will be a hundred and twenty years'

Genesis

domingo, 29 de março de 2020

Os relógios Hublot no Relógios & Canetas online


Estes e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.

Janela para o passado - 1948, KLM

Relógios Rolex, 1990 Bucherer Chrono-Time Genebra


(arquivo Fernando Correia de Oliveira)

Meditações - 3 anos são um século

In gerontology, three years might as well be a century. According to the Gompertz law—formulated in 1825 by a British actuary named Benjamin Gompertz—the mortality rate for adult humans roughly doubles with every additional eight years of age. In other words, however likely you are to die in 2020, you will be twice as likely in 2028, and four times as likely in 2036.

Lauren Collins

sábado, 28 de março de 2020

Os relógios Hamilton no Relógios & Canetas online


Estes e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.

Relógio-instalação Just About Now


O relógio Just About Now é uma criação do designer holandês Maarten Baas, em colaboração com o estúdio Laikingland, especialistas em objectos cinéticos. Usa uma ampulheta como força motriz e bate as horas através de um gong. (arquivo Fernando Correia de Oliveira)

Janela para o passado - 1948, frigoríficos Kelvinator

Meditações - antropomorfia de relógio

Ouvido ao longe, o som de um relógio é reconfortante, remete-nos para a nossa infância. É uma presença, uma testemunha de séculos, com personalidade. Até porque parece um adulto – tem cara, a face do relógio, tem tronco e tem base. E comunica, faz companhia.

Luís Couto Soares, coleccionador e especialista em relojoaria inglesa

sexta-feira, 27 de março de 2020

Os relógios Gucci no Relógios & Canetas online


Estes e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.

Iconografia do Tempo - 3º Salão de Antiguidades, 1966


(arquivo Fernando Correia de Oliveira)

Janela para o passado - 1948, automóveis Kaiser

Meditações - perigos do passado

O passado às vezes é como um buraco negro. Se nos aproximamos demais, ele arrasta-nos para dentro de si e desaparecemos.

Stieg Larsson, frase da triologia Millennium

quinta-feira, 26 de março de 2020

Os relógios Graham no Relógios & Canetas online


Estes e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.

Garantia e outra documentação, relógio Baume & Mercier, modelo Riviera, comprado em 1973


O relógio foi comprado na Sincere Watch, Singapura. À altura, a Baume & Mercier era representada em Portugal pela J. Rodrigues da Silva, Lisboa (arquivo Fernando Correia de Oliveira)


Janela para o passado - 1948, automóveis Kaiser

Meditações - envelhecer

J’aurais pu dire : Vieillir, c’est désolant, c’est insupportable, C’est douloureux, c’est horrible, C’est déprimant, c’est mortel. Mais j’ai préféré « chiant » Parce que c’est un adjectif vigoureux Qui ne fait pas triste. Vieillir, c’est chiant parce qu’on ne sait pas quand ça a commencé et l’on sait encore moins quand ça finira.

Non, ce n’est pas vrai qu’on vieillit dès notre naissance. On a été longtemps si frais, si jeune, si appétissant. On était bien dans sa peau. On se sentait conquérant. Invulnérable. La vie devant soi. Même à cinquante ans, c’était encore très bien….

Même à soixante. Si, si, je vous assure, j’étais encore plein de muscles, de projets, de désirs, de flamme. Je le suis toujours, mais voilà, entre-temps j’ai vu le regard des jeunes….. Des hommes et des femmes dans la force de l’âge qui ne me considéraient plus comme un des leurs, même apparenté, même à la marge. J’ai lu dans leurs yeux qu’ils n’auraient plus jamais d’indulgence à mon égard. Qu’ils seraient polis, déférents, louangeurs, mais impitoyables.

Sans m’en rendre compte, j’étais entré dans l’apartheid de l’âge. Le plus terrible est venu des dédicaces des écrivains, surtout des débutants. « Avec respect », « En hommage respectueux », « Avec mes sentiments très respectueux ». Les salauds ! Ils croyaient probablement me faire plaisir en décapuchonnant leur stylo plein de respect ? Les cons ! Et du ‘cher Monsieur Pivot’ long et solennel comme une citation à l’ordre des Arts et Lettres qui vous fiche dix ans de plus !

Un jour, dans le métro, c’était la première fois, une jeune fille s’est levée pour me donner sa place… J’ai failli la gifler. Puis la priant de se rasseoir, je lui ai demandé si je faisais vraiment vieux, si je lui étais apparu fatigué. !!!… ? – « Non, non, pas du tout, a-t-elle répondu, embarrassée. J’ai pensé que ». – Moi aussitôt : « Vous pensiez que ? » – « Je pensais, je ne sais pas, je ne sais plus, que ça vous ferait plaisir de vous asseoir. » – « Parce que j’ai les cheveux blancs ? » – « Non, c’est pas ça, je vous ai vu debout et comme vous êtes plus âgé que moi, ça a été un réflexe, je me suis levée. » – « Je parais beaucoup… beaucoup plus âgé que vous ? » – « Non, oui, enfin un peu, mais ce n’est pas une question d’âge. » – « Une question de quoi, alors ? » – « Je ne sais pas, une question de politesse, enfin je crois. » J’ai arrêté de la taquiner, je l’ai remerciée de son geste généreux et l’ai accompagnée à la station où elle descendait pour lui offrir un verre.

Lutter contre le vieillissement c’est, dans la mesure du possible, ne renoncer à rien. Ni au travail, ni aux voyages, ni aux spectacles, ni aux livres, ni à la gourmandise, ni à l’amour, ni au rêve. Rêver, c’est se souvenir, tant qu’à faire, des heures exquises. C’est penser aux jolis rendez-vous qui nous attendent. C’est laisser son esprit vagabonder entre le désir et l’utopie.

La musique est un puissant excitant du rêve. La musique est une drogue douce. J’aimerais mourir, rêveur, dans un fauteuil en écoutant soit l’Adagio du Concerto n° 23 en La majeur de Mozart, soit, du même, l’Andante de son Concerto n° 21 en Ut majeur, musiques au bout desquelles se révéleront à mes yeux pas même étonnés les paysages sublimes de l’au-delà.

Mais Mozart et moi ne sommes pas pressés. Nous allons prendre notre temps. Avec l’âge le temps passe, soit trop vite, soit trop lentement. Nous ignorons à combien se monte encore notre capital. En années ? En mois ? En jours ? Non, il ne faut pas considérer le temps qui nous reste comme un capital. Mais comme un usufruit dont, tant que nous en sommes capables, il faut jouir sans modération. Après nous, le déluge ?… Non, Mozart. »

Bernard Pivot

quarta-feira, 25 de março de 2020

Os relógios Glashütte Original no Relógios & Canetas online


Estes e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.

Garantia e outra documentação, relógio Revue Thommen, modelo Landmark, 1991comprado e


O relógio foi comprado na Máquina do Tempo, CC Amoreiras, Lisboa. A marca Revue Thommen era à altura representada pela Andrade Melo, Porto (arquivo Fernando Correia de Oliveira)

Janela para o passado - 1948, Jeep

Meditações - Viva a anarquia da Primavera!

Que me importa
que o mundo não tenha sentido
se por aquela porta
entra o bafo comovido
desta luz macia
que em flores se gera.

Viva a anarquia
da primavera!

José Gomes Ferreira

terça-feira, 24 de março de 2020

Os relógios Frederique Constant no Relógios & Canetas online


Estes e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.

Garantia e outra documentação para relógio Philipe Charriol "Christopher Columbus", 1992


Em 1992, a marca Philippe Charriol era representada em Portugal pela J. Borges Freitas (arquivo Fernando Correia de Oliveira)

COVID-19: setor da ourivesaria portuguesa praticamente bloqueado com medidas do Estado de Emergência


A Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal (AORP) promoveu um inquérito para aferir as consequências efetivas e previstas do atual contexto COVID-19 para o setor. Parou tudo. O comunicado:

24 de março de 2020 – O setor de ourivesaria portuguesa vinha a empreender uma trajetória de crescimento e expansão internacional, mas o atual contexto provocado pela COVID-19 representa um travão às aspirações das empresas. A AORP – Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal traça o retrato de um setor praticamente bloqueado, devido ao encerramento das Contrastarias e dos estabelecimentos comerciais.

O inquérito, realizado a 88 empresas, revela um setor maioritariamente composto por pequenas e médias empresas (81% com menos de 10 trabalhadores), de cariz familiar, cujo agregado familiar depende em grande parte – se não na totalidade – do negócio.

Da amostra inquirida, 80% das empresas encerraram totalmente a sua atividade na sequência do estabelecimento do Estado de Emergência em Portugal, sendo que 65% revelam ser por tempo indeterminado.

As consequências já se começam a sentir. 58% dos inquiridos preveem um impacto de 76 a 100% nas vendas e 19% situam os danos entre os 51 e os 75%. A quebra no volume de vendas, o encerramento temporário das contrastarias – única entidade com competência legal para certificação dos produtos de joalharia, e o encerramento das instalações, assim como o encerramento das cadeias de distribuição a montante e a jusante são os principais motivos de preocupação das empresas, sendo que muitas consideram a implementação de medidas de lay-off, despedimentos e mesmo encerramento de atividade. De referir ainda que, dado o cancelamento de feiras internacionais, as empresas revelam preocupação na recuperação a médio prazo.

Nuno Marinho, Presidente da AORP, defende que “obviamente entendemos a emergência do plano de combate à propagação do vírus COVID-19 e estamos alinhados com as instituições na salvaguarda da saúde pública, mas é também urgente prevenir danos económicos irreversíveis. Como prioridade, apontamos a reabertura das Contrastarias nacionais para viabilizar as transações por via de comércio eletrónio, bem como o necessário reforço das condições de lay-off, desonerando as empresas do custo do salário do trabalhador dispensado e permitindo a abrangência aos sócios-gerentes das empresas, dado que em muitas das pequenas e microempresas os sócio-gerentes são na prática os trabalhadores. Por outro lado, é imperativo garantir as melhores condições de acesso ao crédito a pequenas e microempresas, com pouca experiência e capacidade de negociação com a banca”.

“A AORP está a monitorizar de perto todos os desenvolvimentos do contexto COVID-19, mantendo as empresas informadas e prestando consultoria jurídica e financeira. Além disso, estamos a desenhar soluções em conjunto com parceiros e com as empresas no sentido de criar plataformas digitais de promoção e negócio, encontrando oportunidades entre a grande ameaça que se prevê para a economia mundial. Mais do que nunca acreditamos que a solução está na força do coletivo e na capacidade das empresas se unirem.”, acrescenta o responsável.

O setor da ourivesaria portuguesa é composto por 4.300 empresas, representando um volume de negócio anual de 1.000 milhões de euros, dos quais 10% correspondem a exportação.

Resumo dos resultados do inquérito “Monitorização dos Efeitos do COVID-19 para o Setor da Ourivesaria Portuguesa”, realizado pela AORP – Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal:

• Inquérito aferido a 23 de março de 2020
• 88 empresas responderam ao inquérito
• Desta amostra, 40% correspondem a indústria; 34% a comércio a retalho; 18% comércio por grosso; 8% a outras atividades conexas
• 41% das empresas registam uma faturação abaixo dos 100.000 euros/ano, o que revela o tecido mais frágil do setor, mas importante ressaltar que 19% faturam entre 1 a 5 milhões de euros
• No seguimento dos dados acima, também 55% das empresas têm entre 1-3 colaboradores, sendo na sua maioria empresas de cariz familiar e 26% entre 4 a 9 colaboradores – ou seja mais de 81% das empresas têm menos de 10 colaboradores
• 49% das empresas têm recurso ao crédito, sendo que 23% se deve a renovação/ampliação de instalações, validando a trajetória de crescimento e expansão que as empresas vinham a fazer pré-COVID
• 80% das empresas, até 23 de março, encerraram as suas instalações por completo, sendo que 65% revelam ser por tempo indeterminado
• Fruto ao atual contexto, 58% das empresas revela ter tido um impacto de 76 a 100% das vendas e 19% situam os danos entre 51 e 75%.
• A quebra no volume de vendas, o encerramento temporário das contrastarias e o encerramento das instalações, assim como o encerramento das cadeiras de distribuição a montante e a jusante são os principais problemas do setor neste momento, sendo que muitos consideram a implementação de medidas de lay-off, despedimentos e mesmo encerramento de atividade.


Janela para o passado - 1948, Jeep

Meditações - O frio que gera as flores da Primavera

(Este frio que arde nas fogueirasme no sol)

O fogo já não arde
como ardia dantes
nos meus olhos de ter amantes.

Com o frio da tarde
chegou lentamente
- nas ruínas do sol já sem asas de borboletas -
outro frio diferente
e tão fundo
como se subisse
dos ossos do planeta.

(O frio que gera
o fogo da superfície
e as flores da primavera.)

José Gomes Ferreira

segunda-feira, 23 de março de 2020

Os relógios Fortis no Relógios & Canetas online


Estes e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.

Certificado de garantia de um cronógrafo comprado em 1989 na Fred, Paris


(arquivo Fernando Correia de Oliveira)

Janela para o passado - 1948, Jeep

Meditações - a fingir de Primavera

(Mundo tão concreto. E tão irreal!)

Uma nuvem pequenina
saiu-te dos olhos
e pairou por momentos
no ruído azul
do sol velado...

Depois transformou-se na ninfa do Despenteio ao Vento)

e vai agora pelos campos
com cabelos de poeira
e túnica molhada de flores amarelas
- lá por onde passa a minha solidão
a fingir de primavera
nos caminhos dos pés voados
por dentro do pólen...

José Gomes Ferreira

domingo, 22 de março de 2020

Os relógios Favre Leuba no Relógios & Canetas online


Estes e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.

Iconografia do tempo


(arquivo Fernando Correia de Olveira)

Janela para o passado - 1948, Jeep

Meditações - elegia da Primavera


Fialho de Almeida in Almanaque Bertrand para 1952 (arquivo Fernando Correia de Oliveira)

sábado, 21 de março de 2020

Os relógios Corum no Relógios & Canetas online


Estes e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.

Iconografia do tempo


(arquivo Fernando Correia de Oliveira)

Janela para o passado - 1948, Jeep

Meditações - o espanto da Primavera completa

(Dia de sol azul, de terra azul, de mulheres azuis...)

E se, de repente,
voassem dos teus olhos
duas pombas azuis?

Então sim, poeta,
cairia pela primeira vez no mundo
o espanto da primavera completa.

José Gomes Ferreira

sexta-feira, 20 de março de 2020

Os relógios Chronoswiss no Relógios & Canetas online


Estes e outros milhares de relógios mostrados e explicados aquiaqui ou aqui, no Relógios & Canetas online, a mais importante plataforma do seu género em língua portuguesa.

Cronobiologia - parar o envelhecimento?


(arquivo Fernando Correia de Oliveira)

Relógios Telechron (sd)


(arquivo Fernando Correia de Oliveira)